Unicampo - Vestibular 2021 inverno
  • BOCA SANTA mata a cobra e mostra a cobra morta. Olha aí a piscina abandonada que existe no pátio da prefeitura de Balneário Arroio do Silva (SC). Calma que existe uma explicação! O município tem apenas cinco anos de vida e teve a prefeitura instalada num antigo clube da localidade. Daí ficaram as piscinas. A prefeitura, porém, está firmando um convênio com a Universidade Estadual de Santa Catarina para usar as piscinas no tratamento de animais marinhos encontrados machucados pela praia. Quem diria! Em Campo Mourão a prefeitura prefere matar os cachorros doentes que encontra pelas ruas. Ah, é mais fácil...

    Comentário(s)
  • Corpal - Vem aí

  • Como já era esperado, os vereadores de Campo Mourão aprovaram ontem o projeto de resolução que aumentou o valor das diárias dos “nobres edis” de R$ 90 para R$ 200. Aprovação ocorreu por 9 a 7. Em maio, os mesmos vereadores haviam aprovado a redução das diárias de R$ 221 para R$ 90 com a desculpa de usar o dinheiro em projetos de desfavelamento. Ah, Jesus Cristo não disse que pobres sempre existirão? Então, que fiquem nos barracos...


    Memória
    Só para lembrar: até o início deste ano os vereadores tinham diárias de R$ 221 para viagens interestaduais e de R$ 120 para viagens dentro do Paraná. Em maio, reduziram tudo para R$ 90. Mais: o número anual de diárias foi diminuído de 16 para 4. Agora volta tudo outra vez para as 16 diarizinhas anuais. Ah, já estava na hora mesmo de alguém incentivar o turismo interno no País...


    Desespero
    Para evitar que o aumentinho das diárias foram fosse aprovado ontem, o vereador Edson Battilani (PPS) ainda tentou argumentar que a proposta deveria ser arquivada devido ao parecer contrário da Comissão de Finanças e Orçamento. Em vão. O professor Idê (PV) pediu um parecer do Ibam sobre o assunto. Nada. José Turozi (PV) ainda fez um pedido de vistas. Rejeitado. Não teve jeito. E o medo de não poder aproveitar as diárias durante o verão, ora...


    Contra
    A quem interessar possa: votaram contra o reajuste das diárias os vereadores Celso Hruschka (PDT), Edson Battilani (PPS), professor Idê (PV), Isidoro Moraes (PSL), Sebastião Ribeiro (PT), Salvador Martins (PSL) e José Turozi (PV). Como não houve empate, o presidente Izael  Skowronski (PPS) não precisou votar. O restante foi todo favorável ao aumentinho. Ah, vá ver eles só estão querendo fazer uns cursinhos novos, né?


    Desunião
    A cada dia que passa o PPS tem dificuldades de se manter unido na Câmara. Na votação de ontem das diárias, por exemplo, dois dos quatro vereadores do partido votaram favoráveis aos duzentão. Começando pelo líder do prefeito, Sidnei Jardim, e terminando em Walter Zamoro. E olha que Zamoro havia falado até em retirar seu nome da proposta. Ah, mas depois daquela viagem a Brasília, pelo visto, ele gostou da coisa...


    Orçamento
    Pena que os vereadores mourãoenses não tiveram a mesma agilidade para votar o orçamento do município para 2002. Graças a um pedido de votação em destaque feito por Sidnei Jardim, a proposta orçamentária vai ficar para o ano que vem. Verdade. Campo Mourão iniciará 2002 sem ter um orçamento aprovado pela Câmara. Incrível, eles conseguiram! Engraçado, para aumentar as diárias não houve enrosco nenhum...


    Previdência
    Também foi aprovado ontem de manhã, em sessão extraordinária, o projeto de reforma da Previdência Municipal enviado pelo prefeito Tauillo Tezelli (PPS). Devido a um acordo, a proposta aprovada fixou a contribuição da prefeitura em 14% (o projeto original previa 11%) e isentou aposentados e inativos (a prefeitura queria que cada um pagasse 8%). O servidor da ativa terá mesmo que contribuir com 11% (hoje é 8%). Eta aposentadoria difícil, sô!


    Vistas
    Quem gosta de usar nomes “americanizados” no lugar de expressões no bom e velho português pode respirar por mais um tempo. Um pedido de vistas feito pelo vereador Juvenal Vieira (PTB) adiou para fevereiro de 2002 a votação do projeto de lei que proíbe estrangeirismos desnecessários em Campo Mourão. A proposta é de Sidnei Jardim ou, se preferirem, já que ainda pode, Sidnei Garden...


    Iluminação
    Má notícia para quem já se acostumou a não pagar a taxa de iluminação pública. Os vereadores de Campo Mourão aprovaram ontem um projeto enviado pela prefeitura que muda a forma de cobrança. Agora, a taxinha será cobrada de acordo com a metragem da casa e não mais pelo consumo de energia elétrica como antes. Ficará igual à cobrança de taxa de coleta de lixo. A lei vale para 2002. Portanto, se possível, feliz ano novo!...


    Ilegal
    A prefeitura teve que mudar a forma de cobrança da iluminação pública porque o sistema anterior era considerado inconstitucional. Para os vereadores Edoel Rocha (PSDB) e Celso Hruschka (PDT) o sistema aprovado ontem continua ferindo a Constituição e, portanto, sendo ilegal. Edoel, Hruschka e outros cinco vereadores, no entanto, foram votos vencidos. Como diria Júlio Vieira, o negócio agora parte para “as barras dos tribunais”...


    Funcionando
    BOCA SANTA continua sendo redigida de Balneário Arroio do Silva (SC), na divisa com o Rio Grande do Sul. A prefeitura do município de 3 mil habitantes segue funcionando em horário normal (dia todo) e ninguém entende por aqui como uma cidade de 80 mil habitantes fecha a prefeitura por 15 dias. Detalhe: o primeiro prefeito de Arroio do Silva (1997/2000) bem que tentou, mas não conseguiu a reeleição no ano passado. Hummmmmm...
    Comentário(s)
  • Prever - Planos

  • Alguém já teve um pedido desses atendido?”

    Juvenal Vieira (PTB), vereador, reclamando com os colegas de Câmara que os pedidos para instalações de orelhões feitos pelos “nobres edis” quase nunca são atendidos.

    Comentário(s)
  • Paraná - ofertas

  • Sicredi - Bank

  • Antônio José

  • Paraná Multas

  • Educare - Horizontal

blz.com.br