Unicampo - Vestibular 2021 inverno
  • Essa aí é uma das populares “barracas amarelas” existentes no centro de Campo Mourão. E esta fica justamente no calçadão, em frente à Secretaria de Planejamento. Os donos das barracas, aliás, evitam falar sobre o assunto, mas estão precupados. Eles temem ser expulsos da área central. Tudo por causa daquela comissão que a prefeitura montou para discutir o comércio ambulante na cidade. Os barraqueiros dizem que só saem se ganharem outro bom local para trabalhar. Uns até se dizem dispostos a substituir as barracas amarelas por quiosques mais modernos. E o medo da prefeitura de Campo Mourão fazer igual a prefeitura de Ivaiporã, não conta?...

    Comentário(s)
  • Corpal - Vem aí

  • O “Paraná TV” de ontem exibiu reportagem criticando a prefeitura de Maringá. Motivo: a prefeitura manteve no feriado de terça-feira apenas um posto de saúde em funcionamento. Só por isso? Imagine se o pessoal da Globo ficar sabendo que em Campo Mourão os postos fecharam por 15 dias e as creches por 30. Ah, eles nem acreditariam num absurdo desses...


    Baldios
    O projeto de lei da prefeitura de Campo Mourão mudando a forma de cobrança da taxa de iluminação pública já serviu para alguma coisa. Graças a ele, todo mundo ficou sabendo que a cidade tem 2.847 terrenos baldios com mais de 400 metros quadrados e outros 2.739 datas vazias entre 200 e 400 metros quadrados. Isso dá uma fazendinha. Só ninguém precisa avisar o MST...


    Sobras
    Tem dinheiro sobrando em algumas cidades da região de Campo Mourão. Em Barbosa Ferraz, a prefeita Elza Marques Gonçalves (PFL), distribuiu a 65 professores municipais R$ 155 mil que sobraram do Fundef. Teve professor que ganhou um bônus de até R$ 4,3 mil. Em Quinta do Sol, a Câmara de Vereadores devolveu R$ 24,1 mil para a prefeitura. O dinheiro sobrou.  Olha aí a Coamo fazendo escola...


    Faltas
    A Câmara de Campo Mourão realizou durante o ano passado 36 sessões ordinárias. Apenas cinco vereadores participaram de todas elas. Foram eles: Salvador Martins (PSL), professor Idê (PV), José Turozi (PV), Sebastião Ribeiro (PT) e Edoel Rocha (PSDB). Outros cinco tiveram uma faltinha só: Celso Hruschka (PDT), Edson Battilani (PPS), Walter Zamoro (PPS), Izael Skowronski (PPS) e Isidoro Moraes (PSL). Ih, na escola eles seriam chamados de “CDFs”...


    Faltosos
    Quem mais faltou às sessões da Câmara em 2001 foi Sidnei Jardim (PPS). Ele teve nove faltas. Jardim veio seguidinho de Juvenal Vieira (PTB) e Janir “Branco” Barbosa (PSB), com oito faltas cada um. Em quarto lugar ficou Maria Verci (PSL), com cinco faltas. Todas foram justificadas. Mas o mais faltoso tinha que ser justo o líder do governo? Pelo visto, as coisas andam num mar de tranquilidade para o governo municipal...


    Presente
    BOCA SANTA também acompanha o trabalho do deputado estadual Nélson Tureck (PSDB) na Assembléia Legislativa, em Curitiba. Pois fique sabendo que das sete sessões realizadas em dezembro, ele participou de seis A informação foi dada pela “Folha de Londrina”. Tureck f altou em uma sessão sem justificar a ausência. Ah, vá ver foi no dia reservado à compra de presentes...


    Viaturas
    Lembra quando o governo do Estado entregou viaturas policiais para Campo Mourão numa solenidade na praça Getúlio Vargas e ninguém da prefeitura apareceu por lá? Pois é. Parece que resolveram mudar de comportamento. Na entrega de viaturas feita há poucos dias em Goioerê, não havia veículo nenhum para Campo Mourão. Mesmo assim, o secretário Cristiano Calixto foi designado para representar a prefeitura por lá. E nem perdeu pedaço...


    Parente?
    Cristiano Calixto, aliás, aproveitou que estava em Goioerê e fez questão de ser apresentado ao vice-prefeito goioerense. Tanto curiosidade tem uma explicação: o vice de Goioerê é o ex-vereador Paulo Vicente Calixto, que tem o mesmo sobrenome do secretário mourãoense. Os dois, porém, não são parentes. É só uma coincidência. Ah, mas se precisar de um procurador geral por lá, quem sabe...


    Inversão
    Na verdade houve uma inversão das coisas. Na entrega de viaturas em Campo Mourão, até o prefeito de Goioerê, Antônio Sena, apareceu, apesar de não haver nenhum veículo para ele. E ninguém da prefeitura mourãoense apareceu por lá. Agora, em Goioerê, sem viaturas para Campo Mourão, tinha representante da prefeitura na cidade. Trocaram as bolas. Ou foi o pessoal do cerimonial do governo que andou trocando os convites...


    Reforma
    Por falar em Goioerê, o prefeito Antônio Sena (PMDB) pode fazer uma reforma em sua equipe. Pelo menos todos os secretários e ocupantes de cargos de confiança entregaram na virada do ano uma carta ao prefeito colocando seus cargos à disposição. Agora Sena manterá no cargo apenas quem quiser. Até parece que para demitir um secretário um prefeito precisa de uma cartinha dessas...


    Ivailândia
    Problema para o bispo de Campo Mourão, D. Mauro Aparecido dos Santos. O padre Marcelino Bravo (ex-Vila Urupês) está arrumando as malas rumo a Curitiba. Bravo atualmente está na paróquia de Ivailândia, em Engenheiro Beltrão. Ele reclama que gostaria de atuar numa paróquia maior, onde tivesse mais o que fazer e como fazer. Viu, o padre Marcelino está bravo...


    Nos States
    Para quem não lembra, a paróquia de Ivailândia foi durante um bom tempo comandada pelo padre Antônio, que depois virou vice-prefeito e até prefeito de Engenheiro Beltrão. O padre Antônio estava por último em Farol, mas também já deixou a cidade. Foi para os Estados Unidos. Mais um probleminha para o bispo. Olha aí, emprego tem...
    Comentário(s)
  • Prever - Planos

  • Eu nem acredito no valor que vou receber”.

    Professora municipal de Barbosa Ferraz ao saber que iria receber R$ 4,3 mil de sobras do Fundef, sábado, na “Trbuna do Interior”.

    Comentário(s)
  • Paraná - ofertas

  • Sicredi - Bank

  • Antônio José

  • Paraná Multas

  • Educare - Horizontal

blz.com.br