Unicampo - Pós 2021
  • Se você mora na cidade e está incomodado com os quase dois meses sem chuva, imagine como anda quem mora na zona rural. Esse aí, por exemplo, é o agricultor João Senches, 64, da comunidade da Venda Azul, em Iretama. E esse lodo que aparece ao fundo foi  que restou da represa que ele tinha em seu sítio. A represa tinha peixes e servia para o gado beber água. Agora, os animais têm que ser levados até o rio Tormentinha, que também está baixinho, baixinho. Ô São Pedro, olha nós aqui, ó!...

    Comentário(s)
  • Prever - Descontos

  • Extra-oficial
    Tem gente perguntando até agora de onde é que a Regional 12 de Cultura tirou que a música do professor Espedito Ferreira, de Peabiru, é o Hino da Comcam. Primeiro, a canção não faz nenhuma menção ao nome “Comcam”. Depois, nem diretoria nem prefeitos votaram em assembléia se aceitam ou não aceitam o tal hino. Ah, enquanto não vem outro...


    Coração
    Faz tempo que a Comcam usa como marca sua a frase “Sou daqui, coração do Paraná”. Foi essa frase, aliás, que o professor Espedito colocou na música da Comcam. Só um detalhe: a frase foi patenteada pelo professor Jacó Gimenes. Portanto, ela pertence a ele e não à Comcam. Só falta a gente descobrir que o professor Jacó estava falando de si mesmo...


    Sonhos
    Aliás, durante a abertura do Simpósio Intermunicipal de Cultura, a diretora da Fundacam, Edilaine Maria de Castro, chamou o sempre entusiasta professor Jacó de “nosso vendedor de sonhos”. Isso mesmo: vendedor de sonhos. Hummmm, mas sonhos de goiabada ou de doce de leite?...


    Intruso
    Na abertura do Simpósio Intermunicipal de Cultura, na quarta-feira, o cerimonial agradeceu o apoio do deputado Édno Guimarães. O problema é que o deputado de Cianorte não ajudou em nada no evento. Sabe-se lá quem, no entanto, passou um papelzinho para o cerimonial pedindo a citação de Guimarães. O prefeito Tauillo Tezeli não gostou. Eta papelzinho pára-quedista!...


    Plantão
    Médicos que fazem plantão no Posto 24h não estão agradando o público. Só durante a semana que passou, dois deles foram denunciados em programas de rádio. Um teve uma crise de nervo devido a falta de um ventilador em sua sala. Outro se recusou a olhar uma criança febril dizendo que isso era “caso de postinho”. Deve ser estresse. Ih, tem médico precisando de médico...


    Contratos
    Falando nisso, não será por falta de contrato que o Posto 24h vai ficar sem medicamentos. O “Órgão Oficial do Município” de sexta-feira trouxe três páginas só de extratos de contratos para o fornecimento de remédios. Mas é só para o 24 horas, viu?...


    Fiscalização
    Nem só a venda de leite cru pelas ruas da cidade está na mira da fiscalização da prefeitura de Campo Mourão. O secretário Cristiano Calixto (Fiscalização, Controle e Ouvidoria) informou que apenas este mês mais de 300 empresas foram notificadas por falta de alvará ou pelo não pagamento do ISS, entre outras irregularidades. Ainda bem que Calixto não pensa em ser vereador...


    Cobrança
    De Goioerê, o prefeito Antônio Sena informa com pesar que terá que fazer a cobrança judicial de quem estiver em débito com o IPTU de anos anteriores. Pudera. Ele levou um puxão de orelhas do Tribunal de Contas. O TC mandou um alerta a Sena dizendo que a prefeitura está arrecadando abaixo das metas da Lei de Responsabilidade Fiscal. Seja bonzinho, seja!...


    Não vale
    Ao contrário do que era esperado, não foi publicada sexta-feira a lei que limita o preço das urnas funerárias em Campo Mourão. A mesma lei também diz que as funerárias devem fornecer vários itens de graça, junto com o caixão. Ficou tudo para a próxima sexta-feira. Portanto, nada está valendo ainda e morrer agora pode ser um péssimo negócio para a família...


    Fogo
    Veja a que ponto chegou a delinquência juvenil. Em Mamborê, rapazes de 16 anos suspeitos de assassinato foram ao cemitério, desenterram o corpo da vítima e atearam fogo nele. Motivo? Tentar acabar com provas, uma vez que o corpo seria exumado ontem para comparar os projéteis com a arma encontrada com os rapazes. E a gente chocado com a chacina na Alemanha...


    Segurança
    Durante a visita a Campo Mourão, o senador Roberto Requião criticou a proposta de unificar as polícias Civil e Militar. Disse que só vão criar uma “grande polícia corrupta”. Ele prometeu que, se eleito, vai comandar pessoalmente as duas policias e só nomeará secretário, delegado-geral e comandante geral depois de fazer uma “limpa” na corporação. Haja sabão!...


    Nome errado
    Aquela idéia do vereador Sidnei Jardim (hoje licenciado) de oficializar os nomes de dezenas de ruas de Campo Mourão ainda vai dar o que falar. O problema é que alguns nomes saíram errado nos projetos. Exemplo? Rua dos Gerânios virou rua dos Germânios. Rua Timburi virou Rua Timbri. Isso no cartório dá um rolo danado. É só votar de novo, ué?...


    Mais nomes
    A Câmara votará amanhã mais uma série de nomes de ruas. Desta vez a lista inclui vias centrais, com a Rua Brasil, por exemplo. A av. Capitão Índio Bandeira, a principal da cidade, e as outras avenidas ficaram para sessões futuras. Olha aí, se quiser ainda dá tempo de promover o velho Índio Bandeira de capitão para major. É promoção por antiguidade, ora...


    Particular
    Muito se falou nos últimos dias de prefeito usando carro público para fins particulares. Em Janiópolis, o problema do prefeito Avelino Bortolino é outro. A oposição pega no pé porque ele vendeu o Tempra da prefeitura e anda com um Vectra particular. Acusam o prefeito de, assim, manter o veículo às custas do dinheiro público. Viu, se correr o bicho pega, se ficar...


    Flamboyant
    Em Iretama, o prefeito Same Saab promete para amanhã o início do recapeamento da av. Paraná, a principal da cidade. Enquanto isso, os moradores se dividem sobre a polêmica proposta de se substituir os enormes flamboyants existentes ao longo da avenida. Para uns, as árvores são lindas. Para outros, quebram as calçadas. Eta povo indeciso!...
    Comentário(s)
  • Paraná - ofertas

  • É um tal de must, coffee break, medical center e tantas outras expressões que não precisamos emprestar.

    Valdir D´Alécio, ex-prefeito de Ubiratã, inconformado com o uso de expressões estrangeiras desnecessárias na línguas portuguesa, em artigo publicado no jornal “O Guarany”.

    Comentário(s)
  • Sicredi - Bank

  • Antônio José

  • Paraná Multas

  • Educare - Horizontal

blz.com.br