Unicampo - Vestibular 2021 inverno
  • Olha aí alunos do Colégio Unidade Pólo saboreando a merenda. O clic foi feito ontem à tarde. A cena deveria ser comum, mas este ano foi vista ontem pela primeira vez no colégio. As aulas começaram na semana passada mas não tinha merenda para os alunos. Ontem teve comida porque a prefeitura enviou merenda para as escolas estaduais. A expectativa é que a merenda da Fundepar, que deveria ter chegado na semana passada, chegue hoje. Também, deixam para iniciar as aulas junto com a Quaresma...

    Comentário(s)
  • Prever - Descontos

  • O fim da municipalização da merenda escolar servida nas escolas estaduais de Campo Mourão não foi um bom negócio para o comércio mourãoense. Com a compra dos alimentos passando para a Fundepar, em Curitiba, deixarão de circular na cidade R$ 24 mil por mês. Ih, até isso pegaram da gente!...


    Explicando
    O Núcleo Regional de Ensino explica que a Fundepar compra merenda em maior volume e, assim, consegue melhores preços. Com melhores preços, a entidade consegue elevar a qualidade da merenda com os míseros R$ 0,13 por aluno/dia repassados pelo MEC. Desse jeito dá saudade do tempo em que “só” Maringá vendia mais barato que a gente...


    Sem comida
    Mas não foi o comércio de Campo Mourão que pagou o pato, não. Nesse processo de transição os alunos acabaram ficando sem merenda. Ontem as aulas completaram uma semana e nada de merenda da Fundepar. Nem sopa de chuchu sem molho serviram. A expectativa é que a merenda volte ao normal hoje à tarde. Ah, quaresma é época de fazer jejum mesmo..


    Sopão
    Ontem a prefeitura de Campo Mourão distribuiu merenda para as escolas estaduais. Nem todos os 13 estabelecimentos do Estado, no entanto, serviram a merenda ontem. O Marechal Rondon foi um dos que não serviu. O Unidade Pólo serviu uma sopa de feijão com macarrão. Viu, nem foi preciso usar talo de cenouro, folha de chuchu, casca de batata...


    Cardápio
    Essa história da merenda virou uma briga política entre Estado e Município. A prefeitura até divulgou ontem que sua merenda tem produtos mais frescos (75% in natura) e não usa nenhum tipo de enlatado. Por parte da Fundepar, já teve quem disse que a merenda terá um “salto de qualidade”, inclusive com bolacha recheada. É a guerra da merenda. Vai voar sopa pra todo lado...


    Posse
    A secretária de Estado da Educação, Alcyone Saliba, estará amanhã em Campo Mourão para dar posse as diretores eleitos das escolas estaduais da região. O evento será às 10 horas no auditório do Integrado. Parece ironia, mas a posse dos diretores de escolas públicas vai acontecer numa instituição de ensino particular. Deve ser pra provocar. Só pode...


    Auditório
    Segundo a chefe do Núcleo Regional de Educação, Maria de Lourdes Polizer, o Integrado foi escolhido por pura falta de um outro auditório com esse tamanho (180 lugares). A Comcam e a Fecilcam são pequenos demais. O Teatro Municipal é grande demais. O Clube 10 de Outubro cobra taxa pelo uso. Sobrou o Integrado. Até parece aquele joguinho: “resta um”...


    Mais dengue
    Confirmado mais um caso de dengue em Campo Mourão. E mais um caso importado. Desta vez a vítima mora no Jardim Modelo (Asa Leste) e teria contraído a doença no Mato Grosso. Em compensação, três casos suspeitos foram descartados. Restam só dois ainda na dúvida. Pobre é fogo: não pode importar uma Mercedes, importa dengue mesmo...


    Obsessão
    A distribuição dos carnês do IPTU só começou ontem em Campo Mourão. E mesmo assim, começou apenas para os moradores do centro e da Vila Urupês. Só que a demora foi tanta que desde anteontem tem morador da periferia jurando que o vizinho já recebeu o carnezinho. Ih, o povo está obsecado pelo IPTU. Já tão vendo até miragem...


    Andorinhas
    A Globo do Paraná exibiu ontem à noite matéria sobre a invasão das andorinhas em Apucarana. É o tal do “balé das andorinhas”. Em Campo Mourão as andorinhas não voltam mais há uns 10 anos. Restaram as andorinhas desenhadas no petit-pavê calçadão. E mesmo elas, do jeito que o calçadão ficou nove anos sem ser lavado, andaram meio sumidinhas no meio do encardido...


    Sobras
    Por falar em Globo, outra matéria exibida ontem mostrou o ex-vereador João Alves recebendo R$ 6,5 mil em sobras do Coamo. Ele deu entrevista dizendo que vai usar o dinheiro para comprar óleo diesel para a colheita. Esse é o João Alves agricultor.  O João Alves político, que deu um tempinho na Câmara, deve estar louco para deixar a verbinha para a próxima campanha...


    Comodato
    A prefeitura de Campo Mourão repassou para a Liga de Futebol um terreno nas proximidades do aeroporto municipal. O repasse foi em sistema de comodato e vale por 10 anos. O vereador Luiz Carlos Kehl, que preside a Liga, disse que vai usar o terreno para a construção de um campo de futebol. Mas ele não precisou passar pro lado da prefeitura por causa disso, precisou?...


    Atlético
    Kehl, aliás, disse ontem que pode ser implantada em Campo Mourão uma escolinha do Atlético Paranaense. O “Furacão” já tem uma escolinha em Pitanga. Mas é bom andar rápido para ver se a gente forma logo uns reforços para o time. É que depois do título brasileiro, o Atlético já perdeu até para um tal de Bolívar e para um tal de Olmedo (Olme o quê?). Ih, voltou ao normal...


    Amistoso
    O pessoal da Associação Panela continua com a história de que a CBF quer um amistoso deles com a seleção brasileira. Mas os “paneleiros” estão resistentes. Acham que o jogo não serviria pra nada. Se perderem para a seleção, só passarão vergonha. Se vencerem, não farão mais que a obrigação. Ah, então é só jogar com um time misto e culpar o calendário apertado do futebol...


    Destruição
    Ao ver o gabinete do prefeito Tauillo Tezelli sendo desmanchado para reformas, um visitante da prefeitura não perdoou. Disse que estava havendo um equívoco da Procuradoria Geral. E explicou: a determinação da Justiça Federal é para demolição de obras no Lago Azul e não no Paço Municipal. Verdade. Se bem que a essa altura ninguém sabe mais onde fica a tal cota 612...
    Comentário(s)
  • Paraná - ofertas

  • O veto do governador no dia 14 de janeiro foi uma grande surpresa”.


    Comentário(s)
  • Sicredi - Bank

  • Não teria cabimento deixá-los sem merenda. Eles também são mourãoenses”.

    Tauillo Tezelli (PPS), prefeito de Campo Mourão, explicando porque mandou a prefeitura distribuir merenda escolar para alunos de escolas da rede estadual de ensino que estavam sem comida no recreio desde o início das aulas, na semana passada.  

    Comentário(s)
  • Antônio José

  • Paraná Multas

  • Educare - Horizontal

blz.com.br