Prever - Floriprev
  • O governo do Estado tem atrasado o pagamento de aluguéis de imóveis em Campo Mourão.

    Na Agência do Trabalhador o atraso é de cerca de seis meses.

    O contrato acabou este mês e, sem acordo, o governo procura um novo prédio.

    O Núcleo de Educação é outro que não paga o aluguel há seis meses.

    Ô gente, agora em abril entra o dinheiro do IPVA...

  • Crianças e adolescentes atendidos pelo Centro de Referência Especializado da Assistência Social de Campo Mourão participaram de confraternização especial de Páscoa. Foi nesta quinta-feira na Aerfen. Um "coelho" apareceu por lá e distribuiu ovos de chocolateo para a criançada. Legal. Mas que o tal do coelho parece o Coiote do desenho do Papa-Léguas, parece!...

  • Foi realizada nesta quinta-feira mais uma rodada de negociações entre prefeitura e Sindicato dos Servidores.

    A proposta de reajuste salarial subiu de 6,4% para 7,7%.

    O pedido da categoria é 12% e são os servidores que dirão, em assembleia, se aceitam ou não o que for proposto.

    O Sindiscam informou que ainda há muito coisa para avançar na pauta de reivindicações e que as negociações vão continuar.

    Hummmmmmm...

    .

    Reajustes na região

    Outros municípios da região já definiram o reajuste para os servidores.

    Em Juranda ficou em 7%, com lei já publicada e tudo.

    Em Corumbataí do Sul a lei definiu o aumentinho em 7,41%.

  • O Tribunal de Contas do Estado negou recurso e manteve o parecer pela reprovação das contas de 2009 de Altamira do Paraná.

    Tudo porque o município destinou 59,08% do Fundeb para o salário dos professores, e não 60% como manda a lei.

    O prefeito da época, João Paulo Klipe, alegou que foi dado abono ao magistério em 2011 pra compensar o erro.

    Só que o TC não se convenceu e manteve o parecer contrário.

    Viu só, nunca mais diga que 0,92% é pouca coisa...

  • Paraná - ofertas

  • Prefeitura e Câmara voltaram a bater-boca por causa do recape da Estrada do Barreiro.

    A obra ainda não saiu e um poder culpa o outro.

    Nesta quinta-feira, o vereador Isidoro Moraes falou em "falta de bom senso".

    Edson Battilani preferiu dizer houve "descaso" do executivo e que agora a obra está 40% mais cara.

    Já a prefeita Regina Dubay repetiu que foi a Câmara quem estipulou o preço máximo que não atraiu interessados.

    Portanto, é toma lá, dá cá...

  • Sicredi - Cartões

  • A Câmara devolveu mais de R$ 1 milhão em sobras à prefeitura e autorizou o recape, mas limitou a obra em R$ 1,6 milhão.

    Por esse preço duas licitações foram feitas e deram desertas.

    O coordenador geral Carlos Garcia disse que a prefeitura avisou que a obra custaria cerca de R$ 2,2 milhões.

    Só que uma planilha do vereador Luiz Alfredo, anexada à lei, não permitia o recape por mais de R$ 1,6 milhão.

    Luiz Alfredo respondeu que o preço subiu porque a prefeitura demorou demais pra fazer a licitação.

  • Prefeitura e Câmara vão sentar e buscar uma solução para o caso da estrada do Barreiro das Frutas, que é o que interessa, ou vão continuar um acusando o outro e ver quem ganha no grito?...

  • A empresa Arena Country vai pagar R$ 71,7 mil para ter o direito de promover a Expobira deste ano.

    O valor mínimo previsto em licitação era de R$ 30 mil.

    A exposição de Ubiratã será realizada de 5 a 8 de novembro.

    Outras quatro empresas participaram da licitação.

    Segundo o edital, a vencedora terá que promover três shows com cantores de "renome nacional".

  • Habitação - Novo Centro - 4

  • Engenheiro Beltrão - A Câmara aprovou e o prefeito Elias Lima sancionou a lei que permite o pagamento de abono aos servidores municipais que ganham menos que o salário mínimo (R$ 788). A lei tem efeito retroativo a 1.o de janeiro

    Fênix - O prefeito Edwaldo Chefinho sancionou a lei que autoriza a prefeitura a dar premiação de até R$ 10 mil a quem pagar o IPTU em dia. O pagamento à vista dará seis cupons. Quem parcelar receberá um cupom para cada parcela paga.

    Boa Esperança - O prefeito em exercício Osmar Bonomo sancionou a lei que institui o Refisbop 2015. O objetivo é incentivar o pagamento de impostos municipais atrasados. Quem pagar a dívida à vista ganha isenção de multas e juros. Outra opção é parcelar em seis vezes.

  • "Na av. Capitão Índio Bandeira, centro de Campo Mourão, nesta quinta-feira à tarde, motos estacionam em vaga destinada a carros". 

    Participe você também deste espaço. Envie sua foto! 
    E-mail: sidsauer@uol.com.br
    Whats app: (44) 9969-7037
    Facebook: www.facebook.com/BocasantaCM 

  • Campo Mourão perdeu nesta quinta-feira, no Recife, para o Sport/PE, por 77 a 69. 

    A partida marcou a abertura do returno da Liga Ouro de Basquete.

    Os mourãoenses chegaram a virar o primeiro tempo na frente, mas não resistiram aos donos da casa na reta final.

    No outro jogo da noite, Caxias/RS venceu o Ceub/DF, em Brasília, por 73 a 70.

    Campo Mourão segue em terceiro lugar e volta a jogar contra os pernambucanos no sábado (10h30).  

    É ganhar ou ganhar. 

  • Chegaram nesta quinta-feira três máquinas para a prefeitura de Campo Mourão - uma motoniveladora, uma retroescavadeira e uma pá-carregadeira. Neste sexta chegam o rolo compactador e mais uma retro. O investimento é de R$ 1,17 milhão. A prefeita Regina Dubay não se aguentou e já fez pose a bordo de uma das máquinas. 

  • O governador Beto Richa assinou autorização para a prefeitura financiar R$ 5 milhões para pavimentação.

    Detalhe: Prefeitura de Pato Branco.

    O valor é o mesmo que Campo Mourão está esperando para asfalto e recape de avenidas do centro.

    Tem ainda mais R$ 2 milhões para uma estrada rural.

    Richa disse que tem o compromisso de investir no interior.

    E óia nóis aqui, governador!...

  • "Esse é o registro de um dos muitos buracos da Via do Trabalhador, na chegada ao Colégio do Sesi".

    Participe você também deste espaço. Envie sua foto.
    E-mail: sidsauer@uol.com.br
    Whats app: (44) 9969-7037
    Facebook: www.facebook.com/BocasantaCM 

  • A prefeitura continua fazendo melhorias no Cemitério Municipal, que ficou muito tempo largado às almas penadas. Tá saindo calçamento com paver em ruas internas, além do plantio de grama.

    É uma sequência do que tinha sido iniciado às vésperas do Dia de Finados. Também está sendo feita calçada do lado externa. A prefeia Regina Dubay foi conferir os trabalhos por lá nesta quinta-feira. E nesse "bairro", já viu, morador nenhum reclama de nada...

  • ...dias para a publicação da edição número 5.000 de Boca Santa. O Site vai completar 14 anos no próximo dia 1.o de abril.

  • Lembra que faltavam R$ 600 mil para a prefeitura fazer o recape da estrada do Barreiro das Frutas?

    Pois fique sabendo que pelas novas contas faltam agora R$ 1,4 milhão.

    Culpa do aumento de impostos e produtos.

    A obra antes orçada em R$ 2,2 milhões passou a ser cotada em R$ 3 milhões.

    O que a prefeitura tem são R$ 1,6 milhão, entre sobras da Câmara e a contrapartida.

    E se ano passado o recape já não tinha saído porque ninguém quis fazer o serviço por esse valor, imagine agora...

  • "Na rua Rocha Pombo, na área central de Campo Mourão, a caçamba até que está na rua, mas a rampa de acesso a ela ficou atravessada na calçada e há dias que o passeio público está interditado".

    Participe você também deste espaço. Envie sua foto.
    E-mail: sidsauer@uol.com.br
    Whats app: (44) 9969-7037
    Facebook: www.facebook.com/BocasantaCM 

  • O clic é desta quarta-feira, quando a prefeita Regina Dubay e o diretor de Trânsito, Nelson Casarolli, foram dar uma olhada no recape em ruas dos jardins Três Marias e San Marino. A prefeitura informou que também está sendo recapada a rua Engenheiro Mercer, entre a perimetral Tancredo Neves e a av. Goioerê. 

  • A crise no Brasil, com crescimento zero da economia, é cíclica e ocorre a cada cinco ou seis anos.

    A afirmação foi feita pelo professor de economia João Carlos Leonello (Unespar), durante reunião da Acicam.

    Ele lembrou que o País também passou por isso nos governos FHC e Lula.

    A diferença é que desta vez a crise veio após um crescimento menor, o que pode tornar a recuperação mais lenta.

    "O momento é de ser diferente", aconselhou Leonello.

    .

    O que foi dito

    "Nada está perdido. Não pense na crise, pense em tirar proveito dela".

    João Carlos Leonello, professor de economia da Unespar, durante reunião da Acicam.

blz.com.br